quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Nova parceria - Anderson Vitorello

Boa tarde meus queridos leitores! 

Venho com muita alegria anunciar uma nova parceria feita aqui no blog com o autor Anderson Vitorello. 

 

Foi por causa do meu amado pai que viemos a nos conhecer. Meu pai ficou sabendo do trabalho dele e pediu pra ele entrar em contato comigo para podermos fechar parceria. E deu certo!
"O guerreiros do universo" é o seu primeiro livro publicado. Estou muito curiosa para conhecer seu trabalho. Amo livros de ficção e tudo que envolve algo como guerra nas estrelas.. Sinto algo muito positivo vindo desse livro.

Para quem quiser ficar por dentro do autor e do livro curta a página: facebook.com/OsGuerreirosDoUniverso

Segue a sinópse do livro:
UMA OBRA ORIGINAL, ONDE INÚMEROS PERSONAGENS COM SUPERPODERES ENFRENTAM-SE COM TODAS AS SUAS FORÇAS. O planeta Urano é atacado sem piedade pelo exército de Netuno, um poderoso Guerreiro do Universo. Kem, o Guerreiro do Universo de Urano, luta bravamente para proteger seu planeta, contando com a ajuda de seus amigos, das incríveis máquinas robóticas do cientista Raldot e das transformações dos forma-forma. “A Profecia”, que revela uma violenta batalha entre os Guerreiros do Universo do bem e do mal, fi­nalmente começa a ser cumprida. O Imperador do Mal começa a guerra contra o Lendário Mestre. Mas uma grande esperança está com Sakura, a esposa de Kem, que retorna de Júpiter com um segredo revelado pelo velho sábio Ganimedes. Com uma história fascinante e cativante, o leitor será levado aos acontecimentos mais surpreendentes, que reúnem luta, ação, aventura e suspense, dentro de cenários fantásticos!

Final do mês ou talvez já em 1 de outubro, vou fazer "Meu Correio" e mostro mais pra vocês sobre o autor.

Galera! Atenção!!! Não esqueçam do top comentarista deste mês. Clique aqui para participar!
Read More




terça-feira, 17 de setembro de 2013

#82 Resenha - Adormecida (Anna Sheehan)

AdormecidaRose Fitzroy esteve dormindo profundamente por décadas. Imersa num sono induzido, esquecida em um porão por mais de 60 anos, a jovem foi tratada como desaparecida enquanto os anos sombrios pairavam sobre o mundo. Despertada como por encanto e descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência.
Ela descobre que seus pais estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para ela, que terá de assumir seu lugar à frente dos negócios.
Desejando adaptar-se à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa estranhamente familiar. Rose até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo - ou não haverá futuro.

Boa noite gente linda! Como estão meus leitores favoritos? Hoje apresento pra vocês um dos livros que li mais rápido nos últimos 60 dias. Foi uma indicação da minha amiga Adriana do blog Garota Eclética, e é um livro que não me arrependo de ter comprado.

Adormecida é um dos poucos livros de adaptação que nada ter a ver com a história original mas ao mesmo tempo extrai a essência da coisa. A única coisa familiar desse livro com A Bela Adormecida é o fato de ela ter dormido por 62 anos e ser "despertada" por um belo jovem rapaz. Mas se você parar pra pensar, isso também acontece em A Branca de Neve (mas acredito que em menos tempo). O resto, é tudo bem diferente. Não espere pegar esse livro e ler algo com fadas e histórias mágicas. 

O livro tem um cenário futurista. Onde tudo é na base da tecnologia: holograma, limobarca, viagens interplanetárias, colônias em outros planetas, e coisas que só vemos em filmes, e que imaginamos que acontecerá daqui cem anos, onde nenhum de nós estará vivo para ver. 

A protagonista não é aquela personagem chata, que engole todos os seus sentimentos pra si que nem muitas protagonistas que parecem que não tem língua ou que seu cérebro é desativado. Sim, tem muita coisa que faz com que Rose trave por uns instantes, mas são coisas mínimas comparadas à muitas cenas que nos fazem querer jogar o livro longe ou enfia-lo no ouvido do(a) escritor(a).

Podem conter spoiler, depende do ponto de vista...

Mas o que mais me deixou encabulada foi o plastine. Agora você deve estar me perguntando que raio é isso. Plastine nada mais é do que um humano que foi "voluntariamente" vendido pra ser morto e usarem seu corpo para ser um robô. Sim, uma coisa totalmente inaceitável, incabível ou totalmente sem nexo na minha e talvez de muitas mentes por aqui. Por ser humano, um plastine usa seu sistema nervoso. Eles matam o corpo mas deixam a mente funcionando (pelo menos foi isso que entendi, esses detalhes neurológicos e científicos não é muito a minha área). Esses robôs futurísticos podem ser programados para fazer qualquer coisa. Mas como esse plastine em especial foi um dos primeiros projetos, ele não tem o que podemos chamar de trava de segurança, ou seja algo que impede de ele ser programado pra matar... O resto é com vocês. 

Só reparem na cena a seguir e tentem visualizar a cena: você esta em seu quarto e do nada ouve uma voz estranha...

"- Você é Rose Samantha Fitzroy?
 - O que você quer?
 - Identificação de voz confirmada. Fique parada para fazer a leitura de retina...Alvo confirmado. Fique parada para que eu possa leva-la. Se necessário executar."
Dai a guria corre!

Gente, sem mentira. Teve uma hora que eu estava lendo isso de noite, no meu quarto sozinha e no maior silêncio. Tava quase me cagando! Pensa um cara sinistro, sem vida, sem dor, sem sentimento correndo atras de você para te capturar e ser for impedido de completar a primeira parte da missão, executar. Realmente, você entra em desespero!

Conclusão de tudo: foi o melhor livro de de adaptação ou releitura de histórias de princesas e contos de fadas que já li. Muito bem escrito, muito bem bolado e muito, muito prazeroso de ler. Recomendo a todos! 
Read More




terça-feira, 10 de setembro de 2013

#81 Resenha - Floresta dos Corvos (Andrew Peters)

Ark vive no alto das últimas árvores que restam no mundo. E, já que mesmo em um país suspenso como Arborium alguém precisa desentupir os canos, ele tem uma profissão: aprendiz de encanador. É enquanto está ocupado com o vaso sanitário de um político poderoso que o garoto se torna testemunha de algo que vai mudar sua vida. Sem querer, Ark entreouve a conversa de conspiradores que pretendem destruir seu país.
Uma perversa enviada de Maw, o império inimigo, feito de vidro e metal, planeja tomar as ricas árvores de Arborium e transformá-las em matéria-prima, fazendo de seu povo, os pacíficos dendrianos, nada mais que escravos de seu plano maligno.
Flagrado, Ark precisa fugir para não ser morto, e terá de percorrer o gigantesco arvoredo e chegar à sombria Floresta dos Corvos, onde talvez esteja sua única chance de proteger seus amigos e seu lar.

Quando você entra em uma livraria com a mãe dizendo: "Vamos logo! Quero ir pra casa" (desculpa aê mãe) você não consegue fazer uma boa escolha. Acabei não comparando muito os livros e não comprei aquilo que realmente queria. 

Demorei bastante pra terminar de ler o livro e durante todo o período da leitura, eu ficava me perguntando o por que eu não conseguia terminar de ler. Hoje, finalmente acabei. Minha opinião? Não foi o pior livro que li - longe disso - mas não me empolguei para ler a continuação. Sim, tem continuação.

O autor abusou da sua criatividade pra bolar toda a história. Um país nas árvores, as "deusas" Diana e Coverna e... pô! Encanamento nas árvores... Sério, nunca imaginei algo assim. E tem muito mais coisa mirabolante. Só que o problema, foi que o autor não desenvolveu bem os personagens. Faltou um pouco mais de vida um toque mais maduro nos personagens. A escrita ou narrativa é muito infantil, teve momentos que parecia ser uma história contada por uma criança. E isso irritou muito. Exemplo: O garoto lutou contra ratos e larvas gigantes, mas quando apareceu uma aranha inofensiva que era amiga, ele disse: "Socooooooorro! Uma aranha, vamos morreeeeeer." Algo do tipo. Vocês me entendem? Um jeito meio bobo infantil. E isso irritava. Partes ridículas foram na batalha, que prefiro não comentar.

Claro, como disse, é uma história criativa. Mas faltou muita informação. Ora era bem detalhista ora falava, falava e nada dizia e ora era direto de mais. Não tem um meio termo. E isso me decepcionou sabe, por que eu tenho curiosidade em saber o que acontece depois, mas acredito que o tipo da narrativa não vai mudar. E isso já desanima muito. Para quem leu "Pegasus", é mais ou menos isso. Só que "Pegasus" tem uma narrativa menos infantil.

Dai vem aqueles que vão dizer: "Mas Pâmela, é infanto-juvenil e bla bla bla. Sim! É infanto-juvenil. Mas Jogos Vorazes, Divergente, A seleção e mais uma penca de livro mega TOP também esta no setor Infanto Juvenil, mas nem por isso segue esse tipo de escrita criançona.  

Mas, como sempre digo pra vocês. Tudo é uma questão de gosto. Já li comentários aqui do pessoal dizendo que querem muito "Floresta dos Corvos". Querem ler? Leiam. Vocês podem ter uma opinião bem diferente da minha.
Read More




domingo, 8 de setembro de 2013

#21 Meu Correio


Olá meus queridos leitores! Depois de longas eras, eu resolvi acabar com a preguiça e apresentar pra vocês o que chegou pra mim nos últimos quatro meses.. Isso mesmo, quatro meses sem apresentar "Meu Correio". Que desnaturada. Em fim, vamos começar bem bonitinho pela ordem cronológica.

Maio

Em parceria com a editora Arqueiro, eu recebi o livro "O guardião" do autor Nicholas Sparks. O livro é show de bola.


Sim, nesse mês de maio esse foi meu único livro adquirido. Por que? Eu não faço ideia. Só sei que me arrependo.. :/

Junho

Em junho eu aproveitei mais e as aquisições foram ótimas! A Seleção da autora Kiera Cass; Insurgente da autora Veronica Roth; Eu sou o número quatro do autor Pittacus Lore, esse livro eu troquei no Skoob e Querido Jhon do Autor Nicholas Sparks que também troquei no Skoob.


Julho e Agosto

Também foi uma pobreza. Depois de ler A Seleção, que é tudo de bom, resolvi comprar A Elite da autora Kiera Cass, que é top na balada! Muito legal mesmo. Dai, chegou o querido mês de agosto, que ganhei da minha amiga o livro A garota do penhasco da autora Lucinda Riley que é maravilhoso, e Floresta dos Corvos do autor Andrew Peters, que é o livro que estou lendo no momento. 


É isso ai pessoal!! Até o próximo "Meu Correio".

Read More




sexta-feira, 6 de setembro de 2013

#80 Resenha - Eu sou o número quatro (Pittacus Lore)

Eu Sou o Número Quatro"Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos — mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."

Boa tarde leitores! Neste mês de setembro o blog vai estar recheado de postagens, e conto com a participação e os comentários de vocês! 
Bem, hoje apresento para vocês "Eu sou o número quatro" que troquei com um cara super bacana e de confiança no Skoob, o nome dele é Johny. O livro com todo capricho. Bem embaladinho, sem orelha de burro ou riscado. Um livro semi-novo. 
Agora minha opinião sobre o livro é a seguinte: ótimo! Eu tinha assisto o filme logo quando lançou, mas já faz um tempinho então eu não me lembrava direito da estória. O que foi bom, já que o filme nada tem a ver com o livro. 
Gostei muito mesmo da forma como os autores escrevem (sim, autores por que Pittacus Lore é pseudônimo para James Frey e Jobie Hughes. Clique aqui e confira mais) super dinâmico e sem enrolação, vai direto ao ponto. Não sei vocês, mas detesto livros que são cheios de "nhé nhé nhé" e que nada se desenvolve. 
Com respeito a capa, eu achei mil vezes melhor do que a original. O livro nunca me atraia por causa da capa, e quando assisti o filme nunca tinha me ligado no livro. Até que fui na livraria e pensei: "Olha, é o livro daquele filme!" E desde então a curiosidade despertou, e achei o abençoado do Jhony que aceitou troca-lo. 
E sobre o filme, bem, já vi adaptações melhores. A minha decepção com o filme foi a mesma que os fãs de Percy Jackson ficaram quando saiu O Ladrão de Raios no cinema. A adaptação ficou mega nada a ver! Claro que para quem nunca tinha lido o livro, o filme é muito bacana. Em fim, a questão aqui é: o livro é muito bom, e sim vou ler os próximos. E recomendo a todos que gostam de uma boa aventura. 
Read More




quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Quem é Pittacus Lore?

Quando eu vi pela primeira vez o nome do autor eu pensei (por favor, não riam da minha jumentice): "Ual, que nome esquisitão hem.." Quando vi na orelha do livro sobre o autor, eu achei bacana como descreveram ele. Tudo cheio de mistério, e a tonta não tinha se tocado ainda que tinha algo diferente ai. Só quando eu fui ler o livro, e vi que um dos personagens também tem esse nome que a ficha caiu. Mas a pergunta que não quer calar: quem é Pittacus Lore?

Bem resumidamente, Pittacus Lore é um pseudônimo usado por James Frey e Jobie Hughes para escrever a série Os Legados de Lorien, publicada aqui no Brasil pela Editora Intrínseca. Por que o nome Pittacus Lore? Ele aparece no primeiro livro da série, Eu Sou o Número Quatro, como um ancião a quem foi confiada a história dos nove lorienos. Passou os últimos doze anos aqui na Terra. (Fonte: wikipedia)

Achei super bacana e criativo oque James e Jobie bolaram. Geralmente quando dois autores escrevem o mesmo livro, colocam o seu próprio nome. E é o que eu faria. Se eles tivessem feito isso, acredito que seus nomes seriam bem mais conhecidos (só acho). Mas a ideia de usar um pseudônimo e ele ser um personagem do livro, é muito criativo. 

Agora vamos conhecer um pouquinho mais de cada autor:

James Frey

Quando fui pesquisar mais sobre o autor, fiquei um pouco decepcionada sobre ele. Nunca tinha ouvido falar nada a respeito dele ou de suas obras, a não ser claro, de "Eu sou o número quatro". Mas por que?
Ai vai: Ele foi tema de um escândalo quando alguns investigadores descobriram que os principais elementos de The Million Little Pieces, um livro de memórias, eram inventadas. Outra coisa bem delicada que aconteceu por causa disso foi a seguinte. A Oprah convidou ele para participar do seu programa por que ela tinha incluído o romance em seu “Clube do Livro”, decepcionada por ter sido enganada, levou-o ao seu programa e simplesmente o “destroçou” Esse tipo de coisa não me espanta, o que realmente me deixou chateada ou chocada foi que ele escreveu um livro que expõe um Jesus Cristo moderno vivendo em Nova York que engravida uma prostituta, é alcoólatra  fuma maconha e faz programas sexuais com homens. (ABSURDO!). E claro, como as editoras se recusaram a editá-lo, Frey está lançando-o através de uma galeria de arte. Eu não vou colocar o nome do livro aqui OK.

Fiquei pensando o seguinte: como alguém que escreve algo tão bacana como Eu sou o número quatro, escreve um vitupério desses falando de Jesus? Isso não me desce, não entra na minha cabeça. Em fim, vamos ao próximo...

Jobie Hughes

Com esse eu já me simpatizei mais. Jobie nasceu 09 de julho de 1980, em Renton, Washington, um subúrbio de Seattle. Ele foi um campeão estadual na escola, em wrestling, passando a frequentar a Ohio University, com uma bolsa de estudos para atletas, e se graduou com um diploma de negócio em Sistemas de Informações Gerenciais, que era um dos que ele tinha menos interesse e escolheu pela razão que, aos 20 anos de idade, ele não tinha a menor ideia do que queria fazer. O que se seguiu foram cinco anos sem rumo ganhando salário mínimo trabalhando em empregos ruins, a maioria dos quais ele foi demitido. Ele começou a escrever quando tinha 24 anos e, aos 27 anos, se mudou para Nova York para frequentar a Escola da Universidade de Columbia das Artes. Graduou-se em Maio de 2009 com um mestrado em Escrita Criativa (ficção).

Obras do autor: 

-> Agony at Dawn (Lançamento em agosto de 2012 nos EUA)
-> At the Gates of Pyrrhus (Lançamento no inverno de 2013 nos EUA)

Infelizmente por causa da pobreza de informação sobre o autor ou sobre as obras dele, não consegui apresentar muito sobre ele. 
Read More




terça-feira, 3 de setembro de 2013

#80 Resenha — A Garota do Penhasco - Lucinda Riley

A Garota do PenhascoA Garota do Penhasco é um romance que enreda o leitor através de vários fios: a história de Grania Ryan e sua querida Aurora Devonshire, a garota do penhasco, nos fala sobre mudança de vida. A história das famílias Ryan e Lisle é um lindo conto sobre um século de mal-entendidos e rancor entre inimigos que se acreditam enganados por falcatruas financeiras. O caso de amor entre Grania Ryan e Lawrence Lisle comove por sua delicadeza e força vertiginosa que culmina em imensa tristeza. Mas, sobretudo, A Garota do Penhasco é um livro que mostra como é possível encontrar uma finalidade, um propósito, quando todas as esperanças parecem perdidas. “De ritmo tenso e original, este é um romance envolvente sobre recuperação, resgate, novas oportunidades e amor perdido.”

Eu amos os livros da Lucinda, e pela graça da boa bondade, eu ganhei esse livro da minha querida amiga Adriana, do blog Garota Eclética. Sem dúvida esse livro foi maravilhoso, um pouco menos empolgante que os outros dois da autora mas mesmo assim teve partes de tirar o fôlego. 
Uma coisa que amo nos livros da Lucinda, é a criatividade da capa! Gente, é sempre uma mais linda que a outra. Não sei vocês, mas se eu não conhecesse a Lucinda e não tivesse ganhado esse livro, eu teria atacado ele na livraria assim que eu visse só pela beleza de um livro bem apresentado.
Uma coisa que se destaca nos livros da autora, é que ela sempre cria duas histórias: uma no presente e outra no passado, e que no decorrer do enredo elas se cruza. Só que dessa vez, ela fez além. Ela escreveu como Aurora contando a história de quando era criança, e dentro dessa história outro personagem conta uma história mais antiga ainda... É super bacana isso. Eu as vezes fico imaginando de onde essa mulher tira tanta coisa pra contar. 
Mas já vou avisando, o livro é mega grosso! É menor que os outros dois que já foi publicado pela editora Novo Conceito aqui no Brasil. Mas para quem ama romance vai se apaixonar por esse livro. E pode ter certeza que você vai ler muito mais rápido do que qualquer outro livro fininho...
Read More




Top comentarista mês de Setembro

Boa noite!

Como prometido, uma promoção aqui no blog. Fiz uma vez o top comentarista aqui já faz algum tempo, e deu certo. Então decidi fazer de novo, pra tomar ativa as atividades aqui no blog. Vamos começar!




Regras:

~>Curtir Blog Mil Léguas no facebook.
~>Ser seguidor aqui no blog.
~>Comentar nesse post com nome de seguidor, link do facebook e e-mail. Pra mim saber que você quer participar do top comentarista.
~>Será válido apenas um comentário por post. (Comentários como: parabéns pela resenha; quero e/ou vou ler esse livro e coisas desse tipo NÃO SERÃO CONSIDERADOS) .
~>Os comentários deverão ser de acordo com o que esta escrito na postagem.
~>Serão válidos apenas comentários nas postagens do dia 01 de setembro á 30 de setembro, os comentários deverão ser dentro desse período também.
~>Quem comentar mais até o final do mês, ganha!

Prêmios para o(a) ganhador(a) do Top comentarista de Setembro

Read More




domingo, 1 de setembro de 2013

Livro x Filme - Adaptações cinematográficas

Há três anos, desde que eu entrei para o mundo da blogosfera literária, eu nunca tinha visto tantas adaptações dos livros para o cinema como nos últimos 10 meses. E é por isso que eu pensei em fazer uma matéria sobre isso. Afinal, a maioria dos leitores gostam quando seus livros favoritos viram filme. 

Antes de falarmos sobre os filmes populares da atualidade, vamos ver os clássicos:

O morro dos ventos uivantes - Emily Jane Brontë

Foi criado pela autora inglesa Emily Jane Brontë em 1827. O livro conta o romance entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância que foram cruelmente separados pelo destino. Humilhado por seu irmão de criação, Heathcliff torna-se um homem rico e em busca de vingança. Ao mesmo tempo, porém, o rebelde nutre grande paixão por Cathy, irmã do homem que deseja matar e que, durante os anos em que esteve ausente da Inglaterra, casou-se com o nobre Edgar. 
As versões cinematográficas eu achei duas (me corrijam se tiver mais ok): Uma em 1939 estrelado por Merle OberonLaurence Olivier e David Niven. E outra em 1992 com a participação de Juliette BinocheSimon WardRalph Fiennes.





Orgulho e preconceito - Jane Austen

Publicado em 1813, Jane conta a história de Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. 
O livro teve a sua adaptação para o cinema em 2005, estrelado pela belíssima Keira KnightleyMatthew MacFadyen e Rosamund Pike


 O lado bom da vida - Matthew Quick

Matthew conta a estória de Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez.Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.

A adaptação foi em 2012 protagonizado por Bradley Cooper, a talentosíssima Jennifer Lawrence e Robert De Niro. Não tive a oportunidade de ler o livro ainda, mas o filme é sensacional. Segundo outras críticas que li sobre ambos, o livro saiu um pouco de foco do livro. Mas isso é o tipo de coisa que acontece nas adaptações.









Jogos Vorazes - Suzane Collins

Publicado em 2008 nos Estados Unidos e em 2009 aqui no Brasil pela editora Rocco, essa mega trilogia conta a história de Katniss Everdeen, uma garota de dezesseis anos que vive em um mundo pós-apocalíptico, em um país distópico chamado Panem - localizado onde estaria a América do Norte. O país é dominado por uma metrópole tecnologicamente avançada chamada Capital, que realiza anualmente os Jogos Vorazes, nos quais um garoto e uma garota, entre doze e dezoito anos, de cada um dos doze distritos do país são selecionados através de sorteio para participar de uma batalha televisionada em uma arena da qual apenas um deles deve sair vitorioso e sobreviver.
O filme foi lançado em 2012 e foi um arrombo de sucesso! Ele arrecadou US$211,8 milhões em bilheterias mundialmente em seu primeiro final de semana. O filme também é estrelado por Jannifer Lawrence, juntamente com Josh Hutcherson e Liam Hemsworth.

Água para elefantes - Sara Gruen


Conta a história de Jacob Jankowski  já passou dos 90 anos e não consegue esquecer seus momentos da juventude nos anos 30, período difícil da economia americana, que o levou a trabalhar num circo. Foi lá, enquanto era jovem e um ex estudante de Veterinária, que ele conheceu a brutalidade dos homens com seus pares e também com os animais, mas encontrou a mulher por quem se apaixonou. Marlena era a Encantora dos Cavalos, a principal atração e esposa do dono do circo: August um homem carismático, mas extremamente perigoso quando suas duas paixões estavam em jogo.
O filme foi estrelado em 2011 com os atores Hal Holbrook, Robert Pattinson, Reese Whiterspoon e Christoph Waltz.
É isso ai pessoal. Não vou apresentar todos os livros/filmes que conheço senão a lista seria infinita. Suponho que a postagem não suportaria todos os livros. E as próximas atrações dos livros para as telonas são: Carrie – A Estranha; A culpa é das estrelas; Em chamas (continuação de Jogos Vorazes) e A menina que roubava livros. Vamos todos aguardar ansiosamente por esses filmes! 
Read More




Projeto Bienal do Livro 2014 SP Eu Vou!

Boa tarde leitores! 

Depois de tanta dor no coração por saber que não poderei ir na Bienal do Rio, eu prometi a mim mesma que não veria fotos ou qualquer matéria sobre a bienal desse ano, pra não ficar mais triste ainda. Só que não deu certo. A curiosidade foi maior e vi fotos e mais fotos do evento mais TOP no mundo literário. E isso não fez eu ficar pra baixo por não poder ir, na realidade, me deu mais força de vontade para estar presente todos os dias - assim espero - na Bienal de 2014 em SP, que vai ser nos dias 22 á 31 de agosto segundo o site Bienal do Livro SP e Guia da Semana


A partir de hoje, vou voltar com mais força com o blog, e espero mesmo que consiga postar bastante coisas bacanas aqui, e pretendo reativar parceria com uma editora super bacana e abrir com novas. Conto com a ajuda de vocês comentando as postagem e se possível, ajudando a divulgar o blog. 

Espero assim, conseguir realizar um grande desejo de estar em mais uma edição da Bienal de SP!
Read More




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML