terça-feira, 21 de outubro de 2014

#105 Resenha - Mentirosos (E. Lockhart)

Postado em 21/10/14 as 16:12

Cadence vem de uma família rica, chefiada por um patriarca que possui uma ilha particular no Cabo Cod, onde a família toda passa o verão. Cadence, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat (os quatro "Mentirosos") são inseparáveis desde os oito anos. Durante o verão de seus quinze anos, porém, Cadence sofre um misterioso acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos, tentando juntar as lembranças sobre o que aconteceu.

Boa tarde queridos!

Semana passada terminei mais uma leitura da editora Seguinte. O livro se chama Mentirosos, da autora Emily Jenkins, conhecida como E. Lockhart. 

Ganhei esse livro no encontro de blogueiros da editora Seguinte na bienal do livro em agosto desse ano. O livro é como um 'manuscrito', já que ele até aquele momento só tinha em formato digital. Então, o meu livro não é esse da capa bonitinha com os quatro personagens nela. É simples:amarelo, folha branca e sem a 'orelha do livro'. Vamos dizer que é uma edição privilégiada. (rsrs).

Sobre a personagem Candece, achei ela uma garota bem perturbada. Ela é uma garota rica que vem de uma família abastada. Nunca falta nada pra ela. Porém ela passa por momentos delicados como a separação dos pais, a morte de sua vó, a briga de sua mãe com as tias pelas propriedades do avô, e todas essas coisinhas de gente rica que tem muito e não sabe pra quem deixar. 

Então Candy (Candece) sofre um acidente e perde a memória dessa época dos 15 anos em que estavam na ilha e se acidentou. Nos dois anos seguintes ela tenta fazer o possível pra se lembrar do máximo que consegue, fragmentos. Todos da família se recusam a falar qualquer coisa sobre o assunto. E que ela tem que se lembrar sozinha do que houve. 

Os capítulos são curtos, o que na minha opinião é pratico para quem tem que fazer muitos intervalos na leitura. Assim não fica tão picado e perdido a linha de raciocínio. Outra coisa que me chamou a a tenção foi que a autora usa frases curtas e direta. Acho que ela quis passar a intenção que Cady ficou meia dopada de tanto remédio que toma por causa das dores de cabeça. 

Uma coisa bacana foi que Cady costumava contar muitos contos de fadas. Geralmente a mesma história mais com versões diferente. Achei bem bacanas e criativas. Uma que ela contou sobre o dragão, o rei e as três filhas dele não me é estranha. Mas não vou contar, vou deixar que vocês leiam. 

E sobre o acidente que houve com ela, quase deu vontade de arrancar meu coração conforme ela ia contando, conforme ela ia descobrindo. Chorei gente. Mas OK, parei aqui. Se vocês quiserem saber os spoilers, continuem abaixo. Caso contrário me despeço aqui. 

Essa é a edição que tenho, mas como to sem a câmera comigo,
peguei essa da internet, no blog Mudando de Assunto.
ABAIXO TEM SPOILERS

O que acontece no final? O final é triste gente. Muito. Houve um incêndio que os Mentirosos: Cady e seus primos Johnny e Mirren e seu amigo Gat provocaram propositalmente. Acabou que eles morreram e só Cady sobreviveu. Só que a parte que não gostei, foi que durante toda a leitura eles estavam la, conversando com ela depois dos dois anos do acidente. Ela conversava com eles, passeavam e brincavam bem de boa. Normal. Dai no final ela descobre que eles não eram eles. Estavam mortos. Dai como ficou sem muita explicação, não entendi se eles era pensamentos na mente dela, ou outra coisa. Acredito que eram pensamentos, sei la. Ficou muito vago. Mas essa foi a parte que não gostei sabe. Não leio livros que tem essa temática e infelizmente é uma coisa que só se descobre no final, nas últimas linhas. Foi chato sabe. Mas tirando esse detalhe - o que na verdade é a linha inteira do livro, o seu tema no final das contas - até que é legal. Mas isso me decepcionou.

Em fim gente, espero que tenham gostado da resenha. Não deixem de comentar ta. Por favor. Beijinhos


Read More




segunda-feira, 13 de outubro de 2014

#104 Resenha - A Promessa (Harlan Coben)

Postado em 13/10/2014 as 20:29


Myron Bolitar sempre teve um forte impulso de salvar pessoas em perigo. Myron faz com que as filhas de sua namorada e a de sua melhor amiga prometam que, se estiverem em apuros, ligarão para ele e nunca entrarão no carro de alguém alcoolizado. Numa noite, Aimee, a talentosa filha de Claire, liga para Myron, mas a garota não quer carona para casa, mas para um endereço desconhecido por todos. No dia seguinte, ela desaparece, e a vida de Myron é totalmente transformada: de super-herói a principal suspeito. Myron Bolitar vai perseguir a verdade e a justiça e provar sua inocência.
Um thriller instigante, cheio de revelações surpreendentes, em que os conflitos da adolescência e seus perigos são apresentados de maneira dura e real. Promessas sempre devem ser cumpridas, independentemente das conseqüências...

Boa noite meus queridos e amados leitores. 

Semana passada voltei a ler meu amado Harlan Coben. Pra quem não sabe, eu tive uma ressaca de Harlan que acabava sendo tudo muito repetido pra mim, e acabei me enjoando um pouquinho. Mas já passou! Estou 'limpa' por assim dizer. 

Por onde eu começo? Bom, dessa vez o Harlan se superou. Ele driblou toda a estória, e quando você acha que acabou, não acabou. Claro que não vou dizer o que acontece pra não estragar a surpresa de vocês, mas garanto que você não vão se desapontar.

Uma coisa que notei foi que o autor usou alguns personagens que no ponto de vista de alguns pode ser para 'encher linguiça' ou no ponto de vista de outros - como da minha - para causar uma breve distração de quem poderia ser o criminoso. Achei isso bem bacana, já que confunde o leitor e da mais credibilidade ao tema policial. 

Uma coisa que jamais se perde em qualquer livro do Harlan é seu sarcasmo - amo. Ele consegue colocar o sarcasmo na quantidade certa, nada de manos, nada de mais. E esse sarcasmo usado pelo protagonista deixa os bandidos encabulados, o que da um toque pessoal a sua forma de interrogatório.

E claro, como esse livro é da série do Myron Bolitar, ele apareceu em grande estilo fazendo estrago no coração da mulherada - só que não. O Myron gente, é muito engraçado. Eu fico imaginando aquele ipo de policial maduro e solteirão tipo o Al do seriado Unforgettable - só que mais bonito - e com um toque de brincalhão. Acho muito bacana isso. 

Bom, sobre a capa fiquei chateada por ela ser fora do tamanho dos outros livros que tenho do Harlan (que enjoada né?). Mas é verdade gente, gosto de arruma-los na minha estante por ordem de autor, tamanho e cor. E essa quebra de tamanho furou com minha ordem. Já que todos os outros são padrões e esse é menor. 

Esse é o livro 8 da série Myron Bolitar. Os outros são em ordem: Quebra de Confiança (livro 1), Jogada Mortal (livro 2), Sem Deixar Rastros (livro 3), O Preço da Vitória (livro 4), Um Passo em Falso (livro 5 lançamento em novembro), The Final Detail (livro 6 não tem em português), Darkest Fear (livro 7 não tem em português), A promessa (livro 8 esse que vocês esta lendo a resenha), Quando Ela Se Foi (livro 9) e Alta Tensão (livro 10).

E gente, eu preciso mostar (de novo) essa foto. Pra quem não sabe, eu conheci o autor na bienal do livro. Fui uma das 'cagadas' que não conseguiu pegar senha e bem no finalzão da fila ainda assim pegou autógrafo e foto!

Fiquei chateada que os livros dessa série não foram traduzidos em sequência. Num livro fiquei sabendo de algo que só é contado no livro anterior que não foi traduzido pro português. Dai fica meio embaralhado, e a estória pessoal de Myron - que é a única coisa que tem sempre uma continuação no livro seguinte - fica meio perdida. Você não sabe se isso aconteceu antes ou depois. Mas a parte do mistério e os crimes é tudo estórias independentes. 

Em fim, isso é tudo pessoal. Aguardo vocês no próximo post aqui fo blog. Beijões!


Read More




sábado, 11 de outubro de 2014

Resultado do sorteio de 4 anos do Blog Mil Léguas!

Vocês notaram como eu sou uma excelente pintora? (Só que não)
Booooooooooa tarde meus queridos e amados leitores! 

Hoje, exatamente hoje, faz quatro anos que tenho esse meu amado blog. Amo o que faço, amo escrever, amo ler, amo ganhar livros (quem não ama?) amo meus parceiros queridos (Editora M.Books, autores Mauricio Gomyde e Anderson Vitorello), amo vocês leitores que sempre me visitam e comentam aqui no blog.

Só tenho a agradecer a todos os que me acompanham, desde o início. E também aqueles que pegaram o trem andando, mas que sempre dão uma passadinha por aqui. Também agradeço muito a Gabriela do blog Fluffy, que participou junto dessa promoção, e que ajudou muito a impulsionar os seguidores do blog. 

Agradeço a Adriana do blog Garota Eclética e a Bruna do blog Descobrindo Jane Austen, minhas amigas que por causa delas eu virei blogueira. E estou aqui nesse sábado aproveitando pra escrever a vocês. Também agradeço a o Skoob, que foi uma excelente ferramenta pra mim poder divulgar meu blog. 

Também agradeço as editoras queridas Novo Conceito, Arqueiro e Sextante. Que mesmo não sendo mais parceiras do blog (por enquanto) foram um excelente suporte. Ganhei muitos livros e muitos mimos deles, e tive a oportunidade de fazer vários sorteios graças aos livros extras de cortesia que recebia.

E também, não posso deixar de fora a mãe e o pai, que fora meu suporte, se é que me entendem quando eu precisava colocar algo no correio. Os sorteio são muito bacanas, mas dão aquele 'preju'. Mas vamos coloca-lo como um 'preju' saudável. Um investimento.

Foram no total 117.986 visualizações no blog, 1310 seguidores, 2039 curtidas no Facebook, 400 postagens (contando com essa) e 103 resenhas escritas. É pouco comparado com outros blogs bacanas? É. Mas essas é minha pequena conquista, e sou imensamente grata!

Em fim, estou realmente feliz mesmo. Sei que vocês querem ir direto ao ponto: o resultado do sorteio. Mas fui obrigada a soltar isso antes de mais nada. 

Vamos ao que interessa, não é verdade? O resultado. E o(a) ganhador(a) é....

ALINE COSTA! 

Parabéns Aline. Foi enviado uma notificação para seu e-mail e no chat do Facebook, você tem até segunda feira (13/10) as 20:00 para responder. Caso contrário farei um novo sorteio. 

Se você não ganhou, não fique chateado. Ainda temos mais uma mega promoção rolando aqui no blog em parceria com autor Mauricio Gomyde. Participe, não perca sua chance se tornar o personagem do novo livro dele, e ainda ganhar um leitor digital da Saraiva, o LEV. Para participar é só clicar aqui.

Beijinhos meus amores, fiquem bem e tenham um ótimo final de semana!


Read More




quarta-feira, 8 de outubro de 2014

#103 Resenha - Fique onde esta e então corra (John Boyne)

Em meio às tragédias da Primeira Guerra Mundial, o amor é a única arma de um garoto para curar seu pai. Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados — enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar. Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.

Segundo um dicionario online, o significado do amor é "afeição profunda a outrem, a ponto de estabelecer um vínculo afetivo intenso, capaz de doações próprias, até o sacrifício." O que vocês acham? Será que é isso mesmo? Depois de ler Fique onde está e então corra, fica bem claro que o amor é exatamente isso. 

Quando pequeno, Alfie sempre perguntava ao dono da loja de doces por que ele se mudou de Praga para a Inglaterra, se Praga era um lugar que ele tanto gostava e dizia ser um lugar maravilhoso de viver. Ele sempre respondia: por amor. Alfie, muito pequeno não entendia o significado de suas palavras, dava de ombros e logo já achava qualquer outra coisa interessante pra fazer. 

“Assim como em O menino do pijama listrado,Boyne conduz os leitores pelas 
agonias da guerra através do olhar de uma criança.” 
- School Library Journal
Depois que seu pai foi pra guerra, a única coisa que existia como comunicação era as cartas que George - seu pai - mandava para a família. Alguns anos depois que a guerra começou, Alfie decidiu fazer a 'sua parte' como diziam todos a sua volta. Então ele foi trabalhar como engraxate numa estação ferroviária. E la, ele descobre uma pista sobre seu pai, já que se passou quatro anos e George não deu notícias.

Então, aos nove anos de idade, Alfie decide bolar um plano para resgatar seu pai. Mal sabe ele que terá que enfrentar coisas que ele nem imagina para uma mente tão jovem. 

Mais um livro que leio e me pergunto o que as pessoas tinham em mente ao mandarem meninos para a guerra. Qual era o objetivo de tudo aquilo? Que sentido tinha crianças matarem crianças que nem conheciam, que não sabia o por que, em nome de uma causa que nem sabiam de todos os fatos? 

Isso era também o pensamento de George em algumas de suas cartas. No começo as cartas, segundo Alfie, era como se seu pai estivesse em uma colônia de férias. Algum tempo depois, a unica coisa que contia nas cartas era pavor. 

Lendo a história eu ficava me perguntando qual era a moral de tudo aquilo, já que estava chegando no final do livro e não tinha visto nada que tivesse despertado um certo brilho. Mas foi nos últimos parágrafos que fiquei muito comovida. Claro que não vou dizer, o que houve. Mas posso afirmas que aqueles que gostam de um belo drama vão se apaixonar.
 
“Uma história vívida e acessível sobre o preço altíssimo que a guerra obriga
 os inocentes a pagar.” - Kirkus Reviews
O autor usa detalhes que aparentemente não são tão necessários, mas chegam um ponto em que você não consegue entender a estória se não tiverem aqueles detalhes. São úteis e deixam a leitura mais agradável, e o leitor consegue fazer um excelente quadro mental. 

A capa é maravilhosa, e deixa bem claro a pureza e a inocência de uma criança em meio a guerra de 1914. Da um ar de criança com uma expressão de curiosidade e interesse sobre o que esta acontecendo. E mesmo que não mostre o rosto do menino, a sua postura e a linguagem corporal me permite imaginar seu semblante se perguntando: por quê?
Read More




segunda-feira, 6 de outubro de 2014

#25 Meu Correio


Boa noite meus queridos!

Vou mostrar pra vocês o que chegou pra mim nesse mês de setembro.


Chegou meus lindos e maravilhosos livros da continuação da série Os legados de Lorien, do autor Pittacus Lore (pseudônimo de James Frey e Jobie Hughes, saiba mais sobre os autores clicando aqui). Achei incrível as estórias e já fiz resenha delas, venham conferir! 


 
E chegou meu preciso, amado e lindo DVD de Em chama, continuação de Jogos Vorazes. Achei nas lojas Americanas aqui em Blumenau e estava bem barato. Ainda não assisti por que o filme ainda esta bem fresco na minha memória, então vou deixar pra um pouco mais pra frente. Mas gosto de tê-lo em minha coleção. 

É isso pessoal, não teve muita coisa esse mês, afinal to com um estoque ainda da bienal (ops, quase acabando) e de uns livros que ganhei de uma amiga, aqueles que mostrei no meu correio de numero #23. Em fim, acompanhem o blog pessoal, fiquem ligados nas promoções e participem!

E não deixem de comentar aqui no blog viu, amo saber o que vocês estão achando e o que estão lendo. 

Beijinhos meus queridos leitores. ♡


Read More




sexta-feira, 3 de outubro de 2014

PROMOÇÃO "Eu quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde"‏

"Você quer ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde e ainda ganhar um LEV?"

Hey gente linda! O autor Maurício Gomyde, parceiro aqui do blog está com uma nova promoção incrível! E tenho certeza que você não vai querer ficar de fora dessa. Vem conferir!


A promoção escolherá uma pessoa para participar da história do 6º livro do autor Maurício Gomyde, como já feito em duas outras oportunidades (nos livros "Ainda não te disse nada" e "Dias Melhores pra Sempre"). Além disso, a pessoa ainda ganha um LEV de presente

Regras para participação

✎ Seguir uma das redes sociais do Maurício Gomyde: Instagram ou Facebook.

✎ Comentar nessa postagem "Eu quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde".

✎ Preencher o formulário abaixo.

✎ No campo que pede o blog que você está participando, selecione Mil Léguas.

✎ E por gentileza, seguir o blog Mil Léguas pelo GFC e curtir nossa página no Facebook, já que o resultado também será postado aqui.


✎ O sorteio ocorrerá dia 02/11/2014 - domingo, pelo Random.org.

✎ A personagem será do sexo feminino e, caso o sorteado seja uma pessoa do sexo masculino, ele poderá dedicar a personagem a alguém (esposa, namorada, amiga, irmã, etc.).

✎ Após o sorteio, o autor Maurício Gomyde entrará em contato com a ganhadora para uma entrevista (gostos pessoais, musicais, literários, cinematográficos, características físicas e de personalidade) e, assim, conseguir conceber a personagem que fará parte do novo romance.

✎ Se você quiser, pode participar em mais os outros 184 que estão promovendo essa mega promoção, basta acessar  www.mauriciogomyde.com

Boa sorte gente linda! 
Beijinhos <3


Read More




quarta-feira, 1 de outubro de 2014

#102 Resenha - A queda dos cinco (Pittacus Lore)

John Smith, o Número Quatro, achou que tudo seria diferente quando os lorienos se juntassem. Eles parariam de fugir. Lutariam contra os mogadorianos. E venceriam. Mas Quatro estava errado. Depois de enfrentarem Setrákus Ra e quase serem dizimados, os membros da Garde reconhecem que estão despreparados e em minoria. Escondidos na cobertura de Nove, em Chicago, eles planejam os próximos passos.

Os seis são poderosos, porém não são fortes o suficiente para enfrentar um exército inteiro, mesmo com o retorno de um antigo aliado. Para derrotar os mogadorianos, cada um deles precisará dominar seus Legados e aprender a trabalhar em equipe. O futuro incerto faz com que eles busquem a verdade sobre os Anciões e seu plano para os nove lorienos escolhidos. A Garde pode ter perdido batalhas, mas não perderá a guerra.

Boa noite leitores!

Continuando no clima ficção aqui no blog, trago a vocês a resenha de "A queda dos cinco". A trama continua com os lorienos planejando como será a sua estratégia contra os magodorianos. Eles passam bastante tempo treinando, depois da surra que levaram de Setrákus Ra. 

Quinto livro da série, The revenge of Seven
Lançamento previsto para novembro desse 
ano pela editora intrínseca.
Dois novos aliados se juntam ao grupo da Garde, um deles é um tanto estranho. Mas muito bem vindo. O livro é narrado por alguns personagens, entre eles: Marina, John e Sam.

Gostei muito da trama, foi de tirar o fôlego! E é muito legal quando eles descobrem um novo legado. As vezes me pego pensando como seria bacana a gente ter isso, mas ao mesmo tempo perigoso já que os humanos são descabeçados.

Em fim, voltando ao livro. Sempre achei que esse é o último da série, mas não. Ainda tem mais. O próximo se chama "The Revenge of Seven" (A vingança de Sete, na tradução livre). A número sete é Marina, como ela prefere ser chamada. Esse livro foi lançado em agosto desse ano nos Estados Unidos e será publicado pela editora Intrínseca em novembro desse ano. #chegalogonovembro.

As última páginas do livros são tão intensas que eu nem notei que eu estava lendo a última página do último capítulo. Eu virei a folha toda empolgada para saber o que vem depois, e dei de cara com a contra capa branca do livro. Eu fiquei meio What?


Gente, para vocês terem mais uma noção do que encontrar nesse quarto volume da série, assistam o book trailer de A queda dos cinco, legendado.


Meus queridos, não deixem de comentar! Amo ler os comentários de vocês, e eles são muito importantes para mim e para o blog. 
Beijinhos. 


Read More




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML