segunda-feira, 13 de outubro de 2014

#104 Resenha - A Promessa (Harlan Coben)

Postado em 13/10/2014 as 20:29


Myron Bolitar sempre teve um forte impulso de salvar pessoas em perigo. Myron faz com que as filhas de sua namorada e a de sua melhor amiga prometam que, se estiverem em apuros, ligarão para ele e nunca entrarão no carro de alguém alcoolizado. Numa noite, Aimee, a talentosa filha de Claire, liga para Myron, mas a garota não quer carona para casa, mas para um endereço desconhecido por todos. No dia seguinte, ela desaparece, e a vida de Myron é totalmente transformada: de super-herói a principal suspeito. Myron Bolitar vai perseguir a verdade e a justiça e provar sua inocência.
Um thriller instigante, cheio de revelações surpreendentes, em que os conflitos da adolescência e seus perigos são apresentados de maneira dura e real. Promessas sempre devem ser cumpridas, independentemente das conseqüências...

Boa noite meus queridos e amados leitores. 

Semana passada voltei a ler meu amado Harlan Coben. Pra quem não sabe, eu tive uma ressaca de Harlan que acabava sendo tudo muito repetido pra mim, e acabei me enjoando um pouquinho. Mas já passou! Estou 'limpa' por assim dizer. 

Por onde eu começo? Bom, dessa vez o Harlan se superou. Ele driblou toda a estória, e quando você acha que acabou, não acabou. Claro que não vou dizer o que acontece pra não estragar a surpresa de vocês, mas garanto que você não vão se desapontar.

Uma coisa que notei foi que o autor usou alguns personagens que no ponto de vista de alguns pode ser para 'encher linguiça' ou no ponto de vista de outros - como da minha - para causar uma breve distração de quem poderia ser o criminoso. Achei isso bem bacana, já que confunde o leitor e da mais credibilidade ao tema policial. 

Uma coisa que jamais se perde em qualquer livro do Harlan é seu sarcasmo - amo. Ele consegue colocar o sarcasmo na quantidade certa, nada de manos, nada de mais. E esse sarcasmo usado pelo protagonista deixa os bandidos encabulados, o que da um toque pessoal a sua forma de interrogatório.

E claro, como esse livro é da série do Myron Bolitar, ele apareceu em grande estilo fazendo estrago no coração da mulherada - só que não. O Myron gente, é muito engraçado. Eu fico imaginando aquele ipo de policial maduro e solteirão tipo o Al do seriado Unforgettable - só que mais bonito - e com um toque de brincalhão. Acho muito bacana isso. 

Bom, sobre a capa fiquei chateada por ela ser fora do tamanho dos outros livros que tenho do Harlan (que enjoada né?). Mas é verdade gente, gosto de arruma-los na minha estante por ordem de autor, tamanho e cor. E essa quebra de tamanho furou com minha ordem. Já que todos os outros são padrões e esse é menor. 

Esse é o livro 8 da série Myron Bolitar. Os outros são em ordem: Quebra de Confiança (livro 1), Jogada Mortal (livro 2), Sem Deixar Rastros (livro 3), O Preço da Vitória (livro 4), Um Passo em Falso (livro 5 lançamento em novembro), The Final Detail (livro 6 não tem em português), Darkest Fear (livro 7 não tem em português), A promessa (livro 8 esse que vocês esta lendo a resenha), Quando Ela Se Foi (livro 9) e Alta Tensão (livro 10).

E gente, eu preciso mostar (de novo) essa foto. Pra quem não sabe, eu conheci o autor na bienal do livro. Fui uma das 'cagadas' que não conseguiu pegar senha e bem no finalzão da fila ainda assim pegou autógrafo e foto!

Fiquei chateada que os livros dessa série não foram traduzidos em sequência. Num livro fiquei sabendo de algo que só é contado no livro anterior que não foi traduzido pro português. Dai fica meio embaralhado, e a estória pessoal de Myron - que é a única coisa que tem sempre uma continuação no livro seguinte - fica meio perdida. Você não sabe se isso aconteceu antes ou depois. Mas a parte do mistério e os crimes é tudo estórias independentes. 

Em fim, isso é tudo pessoal. Aguardo vocês no próximo post aqui fo blog. Beijões!





Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

  1. Muito legal a sua resenha. Li poucos do Harlan Coben, mas adorei todos. O sarcasmo que ele usa é muito bom mesmo.. na dose certa!. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Uau! Só de ler o nome Halan Coben eu já fiquei me coçando de vontade de ler o livro. Quando soube que era com o Myron Bolitar fiquei com mais vontade ainda hahahhaha
    Sei como é ter "overdose" de um autor, fiquei assim com Dan Brown, mas sempre passa, né? Ainda bem!
    Gostei da sua resenha, me deu mais vontade ainda de ler ^^
    Bjuxxxx

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML