quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Lançamentos Janeiro - Editora Novo Conceito

Boa noite meus queridos leitores. Hoje tive uma supresa muito especial. Eu recebi todos os livros dos lançamentos de Janeiro da Editora Novo Conceito. Isso é muito bom! São livros que parecem ser incríveis! Vocês precisam conhecer!

Adeus à Inocência
ADEUS À INOCÊNCIA - Drusilla Campbell

Madora tinha 17 anos quando Willis a “;resgatou”;. Distante da família e dos amigos, eles fugiram juntos e, por cinco anos, viveram sozinhos, em quase total isolamento, no meio do deserto da Califórnia. Até que ele sequestrou e aprisionou uma adolescente, não muito diferente do que Madora mesmo era, há alguns anos...

Então, quando todas as crenças e esperanças de Madora pareciam sem sentido — e o pavor de estar vivendo ao lado de um maníaco começava a fazê-la acordar —, Django, um garoto solitário, que não tinha mais nada a perder depois da morte trágica de seus pais, entrou em sua vida para trazê-la de volta à realidade. Quem sabe, juntos, Django, Madora e seu cachorro Foo consigam vislumbrar alguma cor por trás do vasto deserto que ajudou a apagar suas vidas?


Sociedade dos Meninos Gênios

SOCIEDADE DOS MENINOS GÊNIOS - LEV AC ROSEN


Chantagem, mistério, confusões de gênero, coelhos falantes e um assassino autômato: mergulhe na trajetória de Violet Adams, que assume a identidade de seu irmão gêmeo para conseguir uma vaga na mais prestigiada universidade de Londres, que é exclusiva para meninos. Inspirado em clássicos como Noite de reis, de Shakespeare, e A importância de ser honesto, de Oscar Wilde, SOCIEDADE DOS MENINOS GÊNIOS traça um retrato pitoresco e provocativo da aristocracia vitoriana, oferecendo diversão, aventura e uma reflexão bem-humorada sobre a questão do gênero.

Cidade dos Segredos, A

A CIDADE DOS SEGREDOS - SASHA GOULD


Laura foi enviada para o convento logo depois da morte de sua mãe. Passa a maior parte dos dias em silêncio, e, apesar de ser tolerante e obediente, no fundo da alma não consegue aceitar a ideia de viver ali para sempre. Uma noite, sem maiores explicações, Laura é informada de que seu pai a quer de volta em casa. Feliz da vida, ela começa a se preparar para rever sua irmã mais velha, Beatrice, que há algum tempo deixou de responder suas cartas. O que ela jamais imaginava era chegar durante o velório de Beatrice, que morreu em uma situação inexplicável. Agora, o pai de Laura ordena que ela se case com Vincenzo, noivo de Beatrice, um homem muito mais velho e de aparência repugnante. A sociedade Segreta faz um pacto com Laura e promete ajudá-la a se livrar de Vincenzo – e a descobrir quem matou Beatrice. Sem alternativas, Laura é obrigada a depositar todas as suas esperanças nas mãos dessas mulheres enigmáticas. Mas até que ponto se pode confiar na palavra de alguém?

Quando Eu Era JoeQUANDO EU ERA JOE - KEREN DAVID


Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.


Mundo pelos Olhos de Bob, O

O MUNDO PELOS OLHOS DE BOB - JAMES BOWEN


Depois de um passado difícil, James foi adotado pelo gato Bob. Agora os dois têm um emprego de verdade (são vendedores ambulantes de revistas) e se tornaram personalidades conhecidas em toda Londres. Bob tem muitos admiradores, que passam todos os dias para vê-lo – alguns deles trazem cachecóis de lã para ajudá-lo a enfrentar os dias mais gelados. Entre truques adoráveis e manhãs de puro mau humor, Bob e James se tornam cada vez mais inseparáveis. Por trás da divertida história de um homem às voltas com seu animal de estimação, o segundo livro de James Bowen fala sobre amizade, ¬ delidade e esperança. Bob se torna a chave que traz James de volta ao mundo, a motivação que faltava para sua decisiva volta por cima. Impossível terminar de ler O mundo pelos olhos de Bob sem querer abraçar seu pet – ou adotar um! Apaixone-se...
Read More




terça-feira, 17 de dezembro de 2013

#86 Resenha - O diário de Anne Frank (Anne Frank)

O Diário de Anne Frank
"12 de junho de 1942 - 1° de agosto de 1944. Ao longo deste período, a jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de muitos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente seguiu para Auschwitz e mais tarde para Bergen-Belsen."

Boa noite meus queridos leitores. Hoje apresento pra vocês um livro que eu estava muito curiosa para ler. Porém, me decepcionei. Vou explicar o por que.

Primeiramente, jogaram confete de mais no livro. Podem me apedrejar, sei que tem muita gente aqui que curte o blog que é fã de Anne, mas na minha opinião o livro não tem nada de mais. 
Anne Frank foi criada numa familia que era bem de vida, não teve uma infância dificil (digo, a infância antes da guerra), era rodeada de amigos e garotos. Tinha pais e uma irmã que a amavam. Só que ela era uma garota muito mimada. O livro inteiro ela reclama dos pais (principalmente da mãe) reclama da irmã, reclama das suas roupas, reclama da comida, reclama de tudo tudo tudo tudo. Claro, ela estava numa situação crítica? Estava, sim, concordo que no lugar dela eu também ia endoidar. Mas a forma ingrata que ela escrevia da sua situação era muito irritante. Minha vontade era de dar uma surra nessa guria. Gente! Os judeus estavam sendo mandados para campos de concentração, torturados, mortos em camaras de gás e por ai vai, e ela teve a sorte de ficar por dois anos num esconderijo. Claro, de uma forma pertubadora e em uma condição difícil, mas será que ela não poderia ser um pouco mais grata? Pessoas estavam arriscando suas vidas para manter ela, sua familia e mais quatro judeus vivos. E ela banca uma mal agradecida. Sério mesmo, fiquei pasma. 

Membros do anexo secreto. Os quatro últimos da foto, eram os que
esconderam  os oito judeus no anexo.
Ok, não vou negar que algumas vezes ela disse algo inteligente. Sim, mas foi raro. Mas mesmo assim, quero compartilhar com vocês:

"Espero poder contar tudo a você, como nunca pude contar a ninguém, e espero que você seja uma grande fonte de conforto e ajuda."

"O papel tem mais paciência do que as pessoas. Pensei nesse ditado num daqueles dias em que me sentia meio deprimida e estava em casa, sentada com o queixo apoiado nas mãos, chateada e inquieta, pensando se ficaria ou se sairia. Finalmente fiquei onde estava, matutando. É, o papel tem mais paciência, e como não estou planejando deixar que ninguém mais leia esse caderno de capa dura que geralmente chamamos de diário, a não ser que algum dia encontre um verdadeiro amigo, isso provavelmente não vai fazer a menor diferença."

"Eu poderia passar horas contando a você o sofrimento trazido pela guerra, mas só ficaria ainda mais infeliz. Só podemos esperar, com toda a calma possível, que ela acabe. Judeus e cristãos esperam, o mundo inteiro espera, e muitos esperam a morte."

"Uma pessoa feliz tornará as outras felizes; uma pessoa com coragem e fé nunca morrerá na desgraça."

Frases bonitas não é mesmo? Pena que o livro todo não é assim. "Mas Pam, era só uma garota de 13 anos. O que mais você esperava?" Verdade, não da pra esperar muita coisa. Mas por que o maldito livro é tão famoso? Só por que foi uma história real? Só por que foi baseado na segunda guerra mundial? Só por que ela era uma criança? Pra mim, isso não da brilho nenhum ao livro. 
Sim, não me arrependo de ter lido. Até que eu gostei da história. Só não concordo com o alto destaque positivo que é feito para O diário de Anne Frank. Por que pra mim, ele não tem nada de mais...

Mas mesmo assim, a teimosa aqui foi assistir o filme baseado no livro. Foi uma boa produção. Não mudou as coisas que estavam no livro. Ficou muito bom. Vou deixar o filme completo pra vocês logo abaixo.


Só quero deixar a minha opinião bem esclarecida aqui. Eu até que gostei do livro. Só acho que ele não merece o brilho que ele tanto recebe. Ponto. Não é uma biográfia emocionante, não chorei e nem ri.. Só fiquei com pena de todos no final inclusive de Anne; mesmo ela sendo irritante e ingrata. Ela e nenhum deles mereceu oque aconteceu no final..
Read More




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML