segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Crítica do filme Maze Runner - Correr ou morrer

Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas (Dylan O'Brien) é abandonado em uma comunidade isolada formada por garotos após toda sua memória ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um labirinto, onde será preciso unir forças com outros jovens para que consiga escapar.

°Dirigido por: Wes Ball
°Com: Dylan O'Brien, Aml Ameen, Will Poulter 
°Gênero: Ação , Ficção científica , Aventura
°Nacionalidade: EUA
°Classificação: 14 anos

Boa tarde leitores queridos!

Este sábado fui com uns amigos assistir Maze Runner. Apesar de eu já ter lido o livro, ei fiquei muito animada e com altas expectativas quanto ao filme. Antes de eu falar do que eu achei, vou dar um breve resumex do que se trata o filme, já que a sinopse dele não diz muita coisa.

Todo mês, uma vez por mês, um garoto acorda dentro de um elevador. Ele não se lembra de nada, não se lembra do seu passado, sua família, seus amigos, nem o por que esta ali. Exceto o nome, o nome é a única coisa que eles se lembram. Quando o elevador chega no seu ponto final, eles descobrem que estão no centro de um labirinto, ao qual eles tem que achar a saída. Detalhe: toda noite os portões para o labirinto se fecham para a própria segurança deles mas as paredes do labirinto se movem, fazendo assim um novo desenho para o dia seguinte.Desvendar esse labirinto parece ser impossível, até a chegada de Thomas (Dylan O'Brien). Quando esse novato aparece, tudo começa a mudar. 

Eu achei espetacular a adaptação, apesar de claro, ter algumas mudanças do livro para o filme, na minha opinião ele seguiu a linha de raciocínio. Como por exemplo quem morre e quem vive. As coisas que mudaram alistarei abaixo, então se você não leu o livro ou não viu o filme, aconselho a não prosseguir com a resenha, mas não deixe de comenta aqui no post! ;)

Pra mim esse é o melhor trailer do filme, o mais completo e o mais emocionante. ;)


A seguir contém spoilers.

Uma das coisas que mudou foi como eles descobrem a saída do labirinto. Ficou completamente diferente do livro. No livro, eles descobrem que o labirinto tem um padrão e que cada dia, um desenho do labirinto representa uma letra. E que até Teresa ajuda eles a formar as palavras com as letras que eles descobrem. E essas palavras são uma chave para a saída do labirinto. Como uma senha. Mas no filme, eles acham um dispositivo mecânico num verdugo que foi esmagado dentro de umas das paredes. E essa é a chave ou senha para a saída do labirinto. Outra coisa é a porta ou a saída. No livro, é um foço ou um buraco no chão onde eles não veem o fundo, e dentro do buraco tem um painel onde eles digitam as palavras-senhas. Já no filme, o buraco e o painel é na parede e o dispositivo mecânico é a chave.

Outra coisa foi bem no finalzinho quando a galera acha que estão a salvos. Mostra eles dentro das instalações "seguras" e conversando uns com os outros. Já no filme apresenta eles sendo resgatados e usam helicópteros ao invés dos ônibus. E a mulher doente não aparece, e nem os jovens nas "instalações seguras". Outra mudança foi que no livro, a mulher doidona escreve uma carta contanto o resultado da fase um, no filme ela esta em uma reunião com seus colaboradores contando o desfecho. 

Na minha opinião, são mudanças leves, poderiam ter sido originais? Poderiam, mas como falou um autor que gosto, o livro é o livro e o filme é o filme, baseado no livro. Acabam se tornando estórias distintas com muita semelhança. Independente de tudo, a linha de raciocínio foi a mesma do livro, não me importei com as mudanças. Foi tudo muito bacana!

Não deixem de comentar gente linda. Os comentários de vocês são muito importantes! Beijinhos! 






Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

3 comentários:

  1. Pam, eu tenho visto muita gente comentando sobre esse livro nos blogs, e eu acho que é por causa do lançamento do filme, então. Pois é, eu estou (estava) bem por fora do assunto desse livro/filme até chegar ao seu blog.
    Achei interessantíssima a história! Deve ser de tirar o fôlego ler uma aventura assim, em que eles ficam perdidos e têm que achar a saída. Nossa, eu ficaria sem ar pelos personagens, HAHA! De qualquer forma, como a fila de livros está imensa, vou optar por ver o filme dessa vez. Por isso, segui o seu conselho e não li o resto, pra não estragar a surpresa, rs!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pamela!
    Eu não li o livro, apenas assisti o filme. Achei ele bem produzido e curti as imagens do labirinto e as atuações, mas em relação ao roteiro, senti muita falta do "porquê" de tudo aquilo, a explicação final não me convenceu, não sei se outras pessoas que não leram o livro sentirão isso também, ou se as respostas virão nos próximos filmes.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis! Então, tanto o livro quanto o filme dão o ar de "por que?" Mas isso é tudo explicado nos próximos volumes da série. ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML