quinta-feira, 4 de setembro de 2014

#97 Resenha - Maze Runner, Correr ou Morrer (James Dashner)

Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.
Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.
Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

Boa noite leitores!

Vou fazer um quadro mental e gostaria por favor que vocês tentassem se imaginar nessa cena: você esta em um canto bem tranquilo lendo um livro incrível! Ele tem todas as suas características favoritas para formar uma excelente história ao seu gosto. Você esta nas últimas páginas. Quase acabando. E dai, ele acaba. Mas detalhe: nas últimas frases, ele acaba de um jeito que você não estava esperando. Então você fecha o livro, olha para o "nada" e pensa 'eu quero mais!' 

Foi exatamente assim que eu me senti após terminar o primeiro livro da série Maze Runner. 'Correr ou Morrer' da editora V&R entrou na minha lista de livros que tirou o meu fôlego esse ano. É uma estória mais ou menos complexa, nada que te deixa perdido, mas você não consegue resolver sozinho. Não consegui dar nenhum 'chute' por assim dizer. Meus palpites estavam sempre errados. A única forma de você saber o que acontece na próxima página é só realmente lendo. Pelo menos foi o meu caso. 

Claro que, um ponto negativo que me irritou um pouco no começo do livro, foi no caso do protagonista Thomas fazer diversas perguntas, e os outros rapazes não darem a mínima para o garoto. Poxa! O cara foi jogado num lugar que desconhece, sem saber o por que de tudo aquilo. E todos os outros passaram pela mesma experiência e não se compadeciam dele. Apenas diziam 'chega de perguntas' ou 'você saberá tudo amanhã'. Eita nós! Tudo bem, ele ficaram mais durões com o passar do tempo. Mas vamos concordar que isso irritou um pouco. Achei meio exagerado. Claro que, com o passar do tempo Thomas foi esclarecendo tudo, mas até lá, essas coisinhas foram chatas. Mas isso jamais tira a credibilidade do livro.

A capa, bom, a capa é exatamente como o livro retrata o labirinto. Sombrio, grande, assuntador, e cheio de mato grudado. 

E galera, tem filme! Tudo bem que isso não é novidade pra ninguém que acompanha blogs literários e o mundo do cinema, mas para quem é meio 'fora de sintonia' sobre isso, vai gostar de saber. E logo abaixo tem o trailer 2 legendado, que na minha opinião é o melhor e que resume em parte sobre do que se trata o filme. E da uma pontada de ansiedade.. amo! 


Eu não me canso de assistir esse trailer! *-* To xonada!
O filme estreia 18 de setembro.

Quero sem dúvida alguma ler a continuação. São quatro livros no total e acredito que vai superar Divergente. Bom, assim espero. Podem ler galera! Vale a pena!



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Um comentário:

  1. Estou louca para conferir esse livro, só vejo elogios a essa trilogia! Vou acabar vendo o filme antes de ler rs'

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML