quarta-feira, 18 de julho de 2012

#47 Resenha - Refúgio (Harlan Coben)

Refúgio
SORTEIO "DIZEM POR AI... + VIVA PARA CONTAR" (CLIQUE AQUI)
PROMOÇÃO TOP COMENTARISTA (CLIQUE AQUI)
PATROCÍNIO "LOJA TOTAL NUTRI" (CLIQUE AQUI)


Apresentado ao público pela primeira vez no suspense Alta tensão, Mickey Bolitar se vê obrigado a ir morar com seu tio Myron, um ex-agente do FBI, após testemunhar a morte do pai e internar a própria mãe numa clínica de reabilitação. 
Agora o rapaz precisa se esforçar para conviver com o tio, de quem nunca gostou muito, e ainda se adaptar ao novo colégio. Para sua sorte, ele logo arruma uma namorada, a doce Ashley, que também é nova na escola. Quando sua vida parece estar entrando nos eixos, o destino lhe reserva uma surpresa: Ashley desaparece misteriosamente. 
Determinado a não perder mais uma pessoa importante em sua vida, Mickey contará com a ajuda de seus novos amigos, os excêntricos Ema e Colherada, para seguir o rastro da namorada. 
Para piorar, uma idosa reclusa da vizinhança lhe conta que seu pai ainda está vivo, sem dar maiores explicações. Quando esses dois mistérios se cruzam, Mickey descobre que está envolvido numa rede de intrigas que o levará a questionar a vida que acreditava ter. 
Perspicaz e esperto como o tio Myron, Mickey está disposto a fazer tudo o que for preciso para salvar as pessoas que ama.

Boa tarde queridos! Depois de algum tempo, venho apresentar a vocês o livro "Refúgio" do Harlan Coben em parceria com a editora Arqueiro. Quero agradecer muito ao carinho da Isabela, que é o meu contato na editora. Pelo seu ótimo trabalho. 

Esse foi um dos vários livros do Harlan que eu li. Amo esse autor. Ele escreve os temas policiais como ninguém. E faz com que o mistério se harmonize do início ao fim. Não é o tipo de história sem pé e sem cabeça que você não tem nem ideia do que esta lendo. 

Outra coisa que também amo nos livros dele, é que sempre tem aquele personagem sarcástico ou aquele que debocha de si mesmo. Observem na citação:

"Quando estava perto o suficiente, meio que acenei e disse:
- Oi.
Sempre começo com algo super sedutor desse tipo.
[...]
A segunda coisa que falei para ela foi:
- Meu nome é Mickey.
Caramba, eu sou ou não sou irresistível? Uma cantada matadora atrás da outra.
- Eu sou Ashley Kent.
- Legal - falei.
- É.
Em algum lugar desse mundo, na China, na Índia ou nos confins da África, devia haver alguém mais otário do que eu. Mas eu duvidava."

São esse tipo de coisa que faz com que a leitura se torne mais gostosa e apreciativa. 

Outra coisa que notei nesse livro, é que em nenhum momento ele fez uso dos palavrões. Nos outros livros ele uma vez ou outra mencionava. Dessa vez, nenhuma vez ele disse. O que eu fiquei contente, por que não gosto desse tipo de linguagem. É uma falta de classe. 

Os capítulos, na maioria, são curtos, e um ou outro que são um pouco mais extensos tem pausas; o que é ótimo, caso você queira fazer uma breve pausa na leitura sem se perder. 

Em fim, só tenho elogios ao livro e ao trabalho do autor e da editora arqueiro. 



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

4 comentários:

  1. Amei saber que os capítulos são curtos e que, os grandes, tem pausas. *-* Gosto tambem desse sarcasmo... Quero ler o livro! /z rsrs.

    ResponderExcluir
  2. É um livro que eu quero ler e que agora fiquei até mais aliviada: os capítulos são curtos e não são usados palavrões!! Gostei dos quotes.

    Gislaine Alves,
    jeito-inedito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Quando sai o resultado do Sorteio de "Conselho de Amiga e "Tudo o que ela sempre quis" ?

    ResponderExcluir
  4. Não gosto muito de ler livros com temas policiais, por ser um pouco pesado ...
    Mas nesse eu vejo que é diferente, adorei sua resenha acho até que vou me arriscar a ler-lo !!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML