quarta-feira, 8 de agosto de 2012

#50 Resenha - Bem Mais Perto (Susane Colasanti)

Bem Mais Perto
- SORTEIO "DIZEM POR AI... + VIVA PARA CONTAR" (CLIQUE AQUI)
- PROMOÇÃO "O ROSTO QUE PRECEDE O SONHO" (CLIQUE AQUI)

- PATROCÍNIO "LOJA TOTAL NUTRI" (CLIQUE AQUI)

Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.


Boa tarde pessoal! Bom, esse livro eu consegui terminar ligeirinho, UHU. 
Então, quando você lê romances como de Lucinda Riley e Nicholas Sparks o resto fica no chinelo, ou talvez pra não humilhar tanto, com um nível bem menor. Ta certo, quem sou eu pra dizer isso? Susane e outros autores não aclamados escreveram e publicaram e eu aqui chupando dedo e lendo suas histórias. Mas ai que esta o X da questão. Como leitora, gosto de ler coisas que me prendem e não romances de colegial. "Bem mais perto" não foi diferente. No início tava uma coisa muito igual a muitas histórias que sempre seguia o mesmo rumo. Uma coisa que detesto é frases repetitivas ainda mais se for por mais de um personagem como: "Então você iria perceber que pertencemos um ao outro". Essa frase foi o tema do livro inteiro, no começo no meio e no fim ela se repetia e repetia e por mais de um personagem, como se eles soubessem o que um iria dizer.
Mas claro que eu não considero o livro totalmente ruim, tanto que no skoob eu dei 3 estrelas (até 5) considerando o livro bom. No começo, parecia que eles tinham um vocabulário de 7ª série, o que me irritava muito, mas com o decorrer da história, os personagens amadurecia.
Um trecho que gostei muito tenho que admitir foi esse:

"As pessoas destroem a sua confiança e depois partem.
Você nunca consegue conhecer alguém completamente, não importa o quanto ache que conheça. As pessoas sempre omitirão partes de suas vidas. Sempre haverá alguma verdade sobre elas que você nunca saberá.
Ou talvez, algum dia, você conheça a verdade que elas escondem e vai concluir que era melhor nunca ter descoberto." - pag. 47 cap. 6

Essa é uma verdade que já nos deparamos ou estamos ou vamos nos deparar. Tirando algumas partes com a escrita meio infantil, o livro é bom e passa uma mensagem interessante sobre o que realmente importa, seus sonhos e o amor e a verdadeira amizade que pode estar na frente dos seus olhos.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

5 comentários:

  1. Olá. Esse não é o meu tipo de leitura, tenho certeza de que não gostaria. Deve ser algo para se ler sem muitas pretensões. Mas que bom que gostou.

    abraços,
    Luciana
    http://folhasdesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não fiquei nem um pouco afim de ler ele. Já nem estava tão afim mesmo. Mas gostei bastante da sua resenha. Bem sincera.

    Carol

    http://terradecarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esse trecho fez eu querer ler o livro! É pura verdade!!! Já me deparei com ela e não adianta ter medo de acontecer de novo... "As pessoas sempre omitirão partes de suas vidas." Gostei muito do trecho!

    ResponderExcluir
  4. Bom, eu nunca li este livro e li "Eu sou o mensageiro" do Sparks, gostei muito, mas ainda existem clássicos que superam! hihi Vai muito do gosto mesmo!

    Visite o "Lar da Escriturária", clique aqui.
    -
    Comentar é bonito e educado :)

    ResponderExcluir
  5. Óbvio que, depois de ler Nicholas e Lucinda, os outros romances quase ficam no chinelo, como você falou. Mas nem todos, tenho outros livros que amo também. Um exemplo é Cruzando o caminho do Sol. A história é linda, imperdível!
    Mas falando nesse: ainda não o li, mas desde que vi a capa e li a sinopse, achei que fosse mesmo algo bem mais leve de se ler. Apesar de acharmos que a história não é tão boa quanto outros, acho que é sempre bom um livro mais levinho assim pra ler entre os grandões e que nos fazem derramar litros de lágrimas, rsrs!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML